Congonhas não é incluído em nova lista de concessões


Resultado de imagem para aeroporto de congonhas

O programa de concessão de alguns aeroportos brasileiros segue em andamento. Apesar da inclusão de mais 13 terminais na lista, segundo o decreto presidencial publicado hoje no Diário Oficial da União, o mais movimentado dos terminais ainda em posse da Infraero foi momentaneamente deixado de lado pelo Governo Federal: Congonhas.

Imagem relacionada

Segundo informações da Reuters, ainda que a concessão do aeroporto paulistano pudesse render ao governo cerca de R$ 5,6 bilhões, a decisão de mantê-lo estatizado veio por pressão do Partido da República (PR) — aliado do governo e que comanda a pasta do Ministério dos Transportes e a Infraero.

Na semana passada, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, justificou que a privatização de Congonhas inviabilizaria financeiramente outros aeroportos. "Sem as receitas do aeroporto de Congonhas, a Infraero perde a sustentabilidade financeira", justificou.

AEROPORTOS LISTADOS
De acordo com Diário Oficial da União, os novos aeroportos incluídos na lista de concessão são: Vitória (ES), Recife (PE), Aracaju (SE), Maceió (AL), Macaé (RJ), Juazeiro do Norte (CE); Campina Grande e Bayeux, na Paraíba; e Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Alta Floresta e Barra do Garças, todos no Mato Grosso.

*Fonte: Reuters Brasil
conteúdo original: http://bit.ly/2zDNgpc