Qatar faz oferta para adquirir 10% da American Airlines




A Qatar Airways fez uma oferta para comprar 10% das ações da American Airlines, a um custo de US$ 808 milhões.

A proposta alertou o sistema anti-truste dos Estados Unidos, pelo tamanho do negócio a ser realizado. O governo americano permite que aéreas nacionais tenham apenas até 25% de capital externo, e para comprar 4,75% ou mais das ações de uma companhia é preciso passar por aprovação do board de acionistas e enviar um pedido por escrito. Segundo a American, esse pedido ainda não foi feito.


A companhia americana disse que a oferta não foi solicitada por ela, mas que os CEOs das duas empresas já conversaram. Qatar e American Airlines já são membros da aliança Oneworld. A American disse que o investimento da aérea do Oriente Médio não mudaria sua governança e estratégias.

PRESSÃO

Uma parceria com a American poderia ajudar a aumentar a influência da Qatar em Washington, no momento em que a aérea enfrenta pressões em países vizinhos. Arábia Saudita, Emirados Árabes, Egito e Bahrein romperam com o Catar e vetaram a entrada de voos diretos originados do país. As companhias Etihad, Emirates, Fly Dubai, Egypt Air e Gulf Air suspenderam voos para lá. Em resposta, a Qatar parou de voar para esses países.

Vale lembrar que, no ano passado, a Qatar aprofundou a parceria com o IAG, dono da British Airways e Iberia, entre outras, e já soma 20% da empresa. Em dezembro, anunciou a compra de 10% das ações da Latam por US$ 608 milhões.

*Fonte: Travel Weekly
conteúdo original: bit.ly/2sYpK6S