Paraná pretende aumentar a participação das aéreas no Estado

A Secretaria de Estado da Fazenda (SEFA) já fez a proposta de benefícios fiscais para o setor da aviação. As empresas buscam a redução no imposto que incide sobre a aviação, cuja alíquota foi elevada, encarecendo os custos operacionais do Estado do Paraná. A proposta foi revelada ao deputado estadual Marcio Pauliki pelo secretário da pasta, Mauro Ricardo da Costa, quando indagado pelo parlamentar nesta terça, na Assembleia Legislativa, onde fez apresentação do cumprimento das metas fiscais no primeiro quadrimestre. A proposta prevê uma redução gradual, de modo que as empresas que atuem na aviação regional sejam beneficiadas – principalmente a Azul, que busca esse subsídio para ampliar competitividade para que sejam iniciados os voos comerciais para o Estado de São Paulo.


A SEFA propõe a redução de 1% no ICMS para que eles iniciem as atividades no município, e assim que a empresa se instalar em outras regionais, terá mais 2,5% em benefícios, chegando a uma redução de alíquota de 11% - ou seja, de 18% para 7%. As cidades previstas para receberem os voos comerciais são Ponta Grossa, Umuarama, Pato Branco e Guarapuava.