Infraero registra prejuízo financeiro pelo terceiro ano consecutivo

Infraero registrou prejuízo líquido de R$ 3 bilhões em 2015, de acordo com o Relatório de Administração publicado na terça-feira (29) no Diário Oficial da União.
Esse é o terceiro ano consecutivo que a empresa registra prejuízo. Em 2014, o rombo tinha sido de R$ 2,1 bilhões e em 2013 de R$ 2,8 bilhões.
No ano passado, a receita operacional líquida, que conta receitas operacionais e comerciais, teve queda de 9,2% em relação ao período anterior, fechando em R$ 2,6 bilhões.
A Infraero conseguiu manter o custo operacional (R$ 902,5 milhões) em um nível aceitável, muito pela substituição de colaboradores terceirizados por funcionários de carreira que estavam alocados em aeroportos concessionados. O acréscimo foi de 3% em relação a 2013, diante de uma inflação de 18% nesse período.
O que pesou para o prejuízo, porém, foram perdas patrimoniais e trabalhistas. Só de patrimônio, a Infraero perdeu R$ 826,4 milhões, com base nos resultados das concessionárias em que a Infraero tem participação de 49%. Na questão trabalhista, foram mais R$ 584,8 milhões.
No resultado de 2015, a Infraero já incluiu a provisão de bens (R$ 77,8 milhões) que serão transferidos às novas concessionárias dos aeroportos de Fortaleza, Florianópolis, Salvador e Porto Alegre. O leilão deve acontecer em 2016