Operação Fim de Ano inicia dia 10 em 15 aeroportos

Aviação , Ministro se reuniu com diversos nomes do setor para acertar detalhes da Operação (foto: reprodução)

O ministro da Aviação, Eliseu Padilha, anunciou que a Operação Fim de Ano entra em vigor no próximo dia 10 em 15 aeroportos do País. Serão 30 dias de reforço para a alta demanda do período nos terminais de Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília, Confins (MG), Porto Alegre, Recife, Salvador, Curitiba, Manaus, Fortaleza, São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá.


Juntos, os espaços representam 80% do fluxo de viajantes no Brasil. A expectativa é que até o dia 10 de janeiro cerca de 20,1 milhões de passageiros movimentem os terminais em viagens de Natal, Ano Novo e férias escolares.



COMO FUNCIONA

A Infraero prevê incremento de 1,75% no efetivo dos colaboradores em nove aeroportos sob sua administração. Já os operadores aeroportuários dos terminais concedidos (Brasília, Guarulhos, Viracopos, Galeão, Confins, São Gonçalo do Amarante/Natal) anunciaram que o reforço de mão de obra deve chegar a 5,70% no período da Operação.



Entre os compromissos assumidos pela Infraero para a gestão aeroportuária durante a Operação, estão a utilização de mais equipes de apoio e informação ao viajante, o remanejamento de funcionários para turnos de maior movimento, medidas que garantam maior fluidez operacional nas atividades, ativação de planos de contingência de manutenção, equipamentos críticos, pista e pátio, além da implantação de sistema de acessibilidade nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.


Em relação aos itens pactuados com Tam, Gol, Azul e Avianca, estão inclusos a manutenção dos níveis de reservas e/ou vendas estritamente alinhados à capacidade de aeronaves, rotas planejadas e prestação de serviço de rampa e capacidade da tripulação; reforço nas equipes de segurança, rampa e atendimento, tripulantes, suprimentos, operações e manutenção; reserva total e parcial de aeronaves; aumento do nível de combustível das aeronaves (voos alternados); plano de contingências para eventual queda de sistemas (check-in) e aviso especial de alteração de voos.


RESULTADOS DO ANO

Em reunião com representantes de companhias aéreas, operadores aeroportuários e entidades do setor, Padilha afirmou que o resultado do setor aéreo em 2015 deve registrar saldo positivo de 1,3% em relação a 2014, segundo dados da Anac. No acumulado do 1º ao 3º trimestre, o Brasil obteve a maior movimentação aeroportuária já registrada para o período. Ao todo, foram 163,28 milhões de passageiros, 2,3% a mais que no mesmo período do ano passado