Azul chega a R$ 2,5 bi de receita com capital chinês

Aviação ,

O investimento do conglomerado chinês HNA na Azul Linhas Aéreas elevará a receita da companhia para R$ 2,5 bilhões, o que leva o presidente da aérea, Antonoaldo Neves, a comentar: “Agora estamos supercapitalizados”. 

Ele conta que foi num almoço em Brasília ocorrido no último mês de maio em que se iniciaram os contatos entre a Azul e o HNA, ressaltando que o investimento do HNA a Azul não precisa de mais injeções de capital nos próximos anos. 

No que se refere ao propósito dos chineses com o investimento na Azul, as notícias salientam que o HNA tem investido em diversas compras no estrangeiro, sendo as mais recentes na Tuniu e na Swissport, sem contar as participações na Pierre & Vacances, na Aigle Azur e na NH Hotels. 

Ao que tudo indica, HNA estaria investindo em negócios que considera subvalorizados, principalmente no que se refere à área de turismo e viagens. O conglomerado atingiu uma receita de US$ 21 bilhões no ano passado, e seus negócios somam um montante de US$ 76 bilhões, englobando principalmente companhias aéreas que têm uma frota conjunta de 630 aviões e voam para mais de 210 cidades na China e no estrangeiro.