Aeroporto Afonso Pena é o mais bem avaliado do país, diz pesquisa

O aeroporto Afonso Pena, em São Jose dos Pinhais (PR) foi o mais bem avaliado do país pelos passageiros, segundo pesquisa divulgada pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC) nesta quarta-feira (5). O levantamento foi feito entre os meses de abril e junho, nos 15 aeroportos mais movimentados do país.
Veja a nota que cada aeroporto recebeu
1º Curitiba
4,43
2º Recife
4,33
3º Campinas
4,27
4º Brasília
4,24
4,23
6º Fortaleza
4,20
7º Congonhas
4,17
8º Manaus
4,16
9º Galeão
4,13
10º Natal
4,09
4,09
12º Confins
4,05
13º Guarulhos
4,04
14º Salvador
3,66
15° Cuiabá
3,35
Fonte: Secretaria de Aviação Civil
 O aeroporto de Curitiba recebeu nota 4,43, em uma escala que vai de 1 a 5, sendo 1 a pior nota e 5 a melhor. Em seguida estão os terminais de Recife (PE) com 4,33, Campinas (SP) com 4,27 e Brasília (DF) com 4,24.

Em último lugar na avaliação dos passageiros está o aeroporto Marechal Rondon, em Cuiabá (MT), que teve nota média de 3,35. Salvador (BA) aparece em penúltimo lugar, com 3,66, à frente de Guarulhos, em São Paulo, que obteve 4,04.  

Avaliação 
Entre os 48 itens avaliados para medir a satisfação dos passageiros estão o conforto da sala de embarque, limpeza e velocidade da restituição de bagagem. A cordialidade dos funcionários do check-in também pesa, e nesta edição da pesquisa foi o parâmetro que recebeu a maior nota (4,56). O requisito com a pior avaliação foi o custo dos estacionamentos (2,41) nos diferentes aeroportos.

O levantamento apontou que 83% dos passageiros ouvidos consideram os aeroportos “bons” ou “muito bons”, 13% “regulares”, 3% “ruins” e 1% “muito ruins”. Para o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, os números atestam a satisfação dos usuários e aproximam o Brasil dos serviços prestados em países de primeiro mundo.

“Entre os serviços públicos do Brasil, nós temos o serviço aeroportuário com aprovação entre ótimo e bom da população acima de 80%. É algo muito elevado e que traduz o esforço feito pelo governo e os parceiros do setor privado. Nós estamos tendo no serviço aeroportuário no Brasil, sem dúvida nenhuma, um serviço de primeiro mundo”, afirmou.

Divulgada a cada trimestre, a pesquisa ouviu 12.701 pessoas nos 15 aeroportos avaliados. Foram 8.116 entrevistas com passageiros de voos domésticos e 4.585 de voos internacionais. O levantamento, que tem margem de erro de 5%, foi encomendado pela Secretaria de Aviação Civil à Praxian – Business & Marketing.

Olimpíadas
De acordo com a pesquisa, os passageiros estão mais satisfeitos com sete dos oito aeroportos considerados “portões aéreos” das Olimpíadas de 2016, que serão realizadas dentro de um ano no Rio de Janeiro.

Receberam boas notas, por exemplo, requisitos como tempo de fila da inspeção, tempo de fila nos guichês e segurança nos terminais de Brasília, Confins (MG), Congonhas (SP), Galeão (RJ), Guarulhos, Manaus (AM) e Santos Dumont (RJ). Os sete ficaram acima de 4, que é a meta de desempenho definida pelo governo federal. A exceção é Salvador, que não alcançou a marca.

“Nós temos obras que estão sendo desenvolvidas, nós temos necessidade de um novo terminal de passageiros, a garagem está com problemas, então realmente o aeroporto de Salvador está a receber uma atenção maior”, explicou Padilha.
O terminal está entre os quatro que serão concedidos à inciativa privada como parte da segunda etapa do Plano de Investimento em Logística, lançada em junho pelo governo federal. A privatização, segundo o ministro, trará melhorias aos serviços prestados. Os leilões, que incluem ainda os aeroportos de Porto Alegre, Florianópolis (SC) e Fortaleza (CE), devem ocorrer no primeiro semestre de 2016.

“Tenho certeza que teremos melhoria nos serviços nos quatro aeroportos. Nós devemos esperar que se tenha neles uma transformação semelhante àquilo que está acontecendo no aeroporto de Brasília, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no aeroporto de Viracopos, enfim, nesses que já foram concedidos anteriormente”, completou o ministro.

Fonte: Globo.com