Aeroportos do País receberão investimento de R$ 8,5 bi

Mercado , (Foto: Roberto Stuckert Filho/divulgação)

A presidente Dilma Roussef anunciou hoje, durante solenidade no Palácio do Planalto, uma nova etapa do programa de logística lançado há três anos. Estão previstos investimentos da ordem de R$ 198,4 milhões na modernização de aeroportos, rodovias, ferrovias e portos, com projetos que beneficiarão 20 Estados e 130 municípios. 

Dos investimentos totais, uma parcela de R$ 69,2 bilhões está prevista para o período de 2015 a 2018. A partir de 2019, devem se somar os R$ 129,2 bilhões restantes, incluindo o projeto da ferrovia Bioceânica até o Peru. O plano estima em R$ 40 bilhões o investimento no trecho brasileiro da ferrovia em parceria com chineses e peruanos.

“Estamos iniciando uma progressiva virada de página para mostrar que, se são grandes as dificuldades, maiores são a energia e a disposição do povo brasileiro e de seu governo para fazer nosso País seguir em frente. Estes novos investimentos trarão um impulso à manutenção do emprego e à sustentação do nível de atividade econômica", ressalta a presidente.

O setor de aeroportos receberá investimentos de R$ 8,5 bilhões, direcionados a concessões de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza, além de sete regionais (Araras, Bragança Paulista, Itanhaém, Ubatuba, Campinas/Amarais, todos no Estado de São Paulo; e Caldas Novas, em Goiás). 

Na primeira fase do programa os investimentos somaram R$ 26 bilhões e foram concedidos à iniciativa privada os aeroportos de Brasília, Guarulhos, Rio de Janeiro (Galeão), Campinas (Viracopos), Belo Horizonte (Confins) e Natal (São Gonçalo do Amarante). 

Dilma garantiu que os recursos para os projetos serão extraídos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), juntamente com captações das empresas privadas por meio de títulos no mercado da capitais. 

Para saber mais sobre o Programa de Investimentos em Logística, acesse o site do Ministério do Planejamento.