Donos da Azul e da Avianca fazem propostas para comprar a TAP


Germán Efromovich, dono da Avianca Internacional e Avianca Brasil, e David Neeleman, dono daAzul e da Jetblue, apresentaram propostas para a compra da TAP, companhia aérea estatal de Portugal. A Quifel Holdings, de um empresário português, também entrou na concorrência. A informação é do jornal português Público.
Ao jornal Wall Street Journal, Neeleman disse acreditar que fez uma “oferta muito boa”. Ele não revelou o valor, mas confirmou que a oferta era por uma fatia de 61% da companhia aérea. A proposta, aliás, não foi feita pela Azul, e sim pela holding DGN que ele controla, com apoio de investidores da Azul e de fundo de investimento.
Em comunicado interno a funcionários da Azul, Neeleman confirmou essa posição. “Quero deixar claro que sou eu, David, quem está participando deste processo e não a Azul”, escreveu. “Caso eu e meu grupo sejamos vitoriosos nesta concorrência, isto certamento significará acordos e parcerias comercial entre Azul e TAP, fortalecendo a posição competitiva de ambas as companhias e estreitando ainda mais as já existentes”, completou.
Já Efromovich, com seu Synergy Group, tenta pela segunda vez levar a TAP. Em 2012, chegou a participar do processo de compra, mas o governo português não prosseguiu com a venda.
Nas próximas semanas, os conselhos executivo da companhia aérea e de acompanhamento da venda decidirão o vencedor. Até agora, não foi divulgado o valor de cada proposta. A intenção do governo é fechar o contrato rapidamente, ainda em junho.