TAP iniciará mudanças na suas aeronaves



A expertise trazida pelo veterano da aviação David Neeleman à portuguesa Tap tem sido traduzida principalmente em renovações. Gerente de um consórcio dono de 45% da aérea (e também fundador da Jetblue e da Azul), Neeleman promoveu um imediato movimento de transformação da frota lusitana, com reformas em aeronaves e a preocupação com o aumento no número de assentos e manutenção do nível de conforto do viajante.

Com uma frota de 21 Airbus 319, um dos primeiros atos do comandante foi a reforma das cabines do modelo. Quatro já estão prontas e operando, com um ar completamente novo, apesar dos 17,4 anos de média das aeronaves.

Resultado de imagem para cabine tap

O gerente de produtos com ênfase em design interior das cabines, Joel Fragata, afirmou à Business Traveller que “nós estamos atingindo diversos objetivos de uma vez só com essas reformas – aumentando o número de assentos, baixando o peso da aeronave em 700 quilos e assim diminuindo o consumo de combustível”.

Assim, as aeronaves têm aumentado o número de assentos disponíveis. Os já citados A319 cresceram de 132 para 144 lugares. Enquanto que os A320 foram de 162 para 174 e os A321 de 200 para 216. Pra conseguir isso, não só assentos mais finos foram essenciais, como também a retirada de primeira área de catering da aeronave.

Resultado de imagem para cabine tap

O investimento total das reformas interiores alcança os 70 milhões de euros, com a encomenda de 6,6 mil assentos (modelos BL 3530 para business e SL3510 para econômica). A frota de A320 deve ficar pronta em julho de 2017.

No entanto, não espere mudanças em 2017 para as aeronaves que chegam ao Brasil. O design aprimorado para modelos que operam em rotas mais longas deve estar presente apenas nas novas unidades a serem entregues no final do ano que vem, ou início de 2018