Resultado do Paris Air Show

De última hora, a Airbus fechou a venda de 110 A321neo para a Wizz Air (Foto: Divulgação / Airbus)De última hora, a Airbus fechou a venda de 110 A321neo para a Wizz Air (Foto: Divulgação / Airbus)
Paris Air Show, um dos principais eventos de negócios da indústria aeronáutica, terminou nesta quinta-feira (18) com a Airbus e Boeing comemorando vitória, cada uma de um ponto de vista diferente.
A fabricante europeia diz que levou a melhor porque, entre compras e intenções de compra, somou 421 aeronaves, quase uma centena a mais que os 331 aviões contabilizados pelos americanos. Negócios que devem render à Airbus cerca de US$ 57 bilhões. A Boeing pode faturar US$ 50,2 bilhões.
Uma ‘vitória’ europeia que veio graças a uma negociação de última hora. A Wizz Air, da Hungria, comprou 110 A321neo, com opção para outros 90.
Mas se no volume os europeus venceram, os americanos conseguiram qualificar melhor as vendas. Enquanto a Airbus colocou na conta 38 widebodies (aviões de fuselagem larga), sendo somente uma compra firme de um A350-900, a Boeing confirmou a venda de 20 (10 777-8X, 4 777 Freighter e 6 787-8) e o compromisso de outros 57, somando 77 aeronaves de grande porte.
Confira a abaixo os negócios fechados pelas duas fabricantes no Paris Air Show (a Airbus não divulgou os valores de cada venda):
A Boeing vendeu 10 777-8X e 4 777 Freighter para a Qatar Airways (Foto: Divulgação / Boeing)A Boeing vendeu 10 777-8X e 4 777 Freighter para a Qatar Airways (Foto: Divulgação / Boeing)
Compras firmes
Airbus – 124 aeronaves – US$ 16,3 bilhões
Wizz Air – 110 A321neo
VietJetAir – 6 A321
Peach Aviation – 3 A320
ALC – 1 A350-900 + 1 A321ceo + 3 A320ceo

Boeing – 154 aeronaves – US$ 20,2 bilhões
Qatar Airways – 10 777-8X + 4 777 Freighter (cargueiro) – US$ 4,8 bilhões
AerCap – 100 737 MAX 8 – US$ 10,7 bilhões
SMBC Aviation Capital – 10 737 MAX 8 – US$ 1,1 bilhão
Sriwijaya Air – 2 737-900ER – US$ 0,2 bilhão
Ethiopian Airlines – 6 787-8 – US$ 1,3 bilhão
Clientes não identificados – 1 BBJ Max 9 + 17 737-800 + 4 737-900ER – US$ 2,1 bilhões

Intenções de compra e opções
Airbus – 297 aeronaves – US$ 40,7 bilhões
Wizz Air – 90 A321neo
Avianca Brasil – 62 A320neo
Korean Air – 50 A321neo
EVA Air – 4 A330-300
Alpha Star – 1 ACJ3190neo
Garuda Indonesia – 30 A350
Cliente não identificado – 60 A320neo

Boeing – 175 aeronaves – US$ 30 bilhões
Garuda Indonesia – 30 787-9 + 30 737 MAX 8 – US$ 10,9 bilhões
EVA Air – 5 777 Freighter (cargueiro) – US$ 1,5 bilhão
Ruili Airlines – 30 737 MAX – US$ 3,2 bilhões
Minsheng – 30 737 NG / 737 MAX – US$ 3,1 bilhões
Korean Air – 30 737 MAX + 2 777-300ER – US$ 3,9 bilhões
Volga-Dnepr Group – 20 747-8 Freighter (cargueiro) – US$ 7,4 bilhões